Troco likes por humanidade

            E, nesse emaranhado de notícias caóticas que nos envolve diariamente, fomos subitamente informados que, os nossos amados e necessários coraçõezinhos, não mais farão parte da vitrine do amor virtual. De uma hora para outra, deixamos de ver o quanto celebridades perfeitas são adoradas e o quanto suas postagens são queridas. Mas, acima de tudo, perdemos a comparação, a disputa e busca desenfreada pela atenção virtual que tanto nos faz bem. Ainda bem. Será que chegou a hora em que poderemos, enfim, trocar likes por humanidade?

            Todos somos vítimas e algozes nesse jogo voraz, que chamamos de redes sociais. Queremos ser vistos, seguidos e admirados cada vez mais. Deixamos de lado o prazer de uma refeição quente, de um belo dia de praia e de como é bom ser tocado pelo olhar de quem nos ama. Preferimos fazer isso tudo através de uma lente que, sedutoramente, nos permite repetir registros incontáveis vezes até que, finalmente, alcancemos aquilo que acreditamos ser perfeito o suficiente para atrair o olhar alheio. Trocamos instantes de intimidade por imagens frias e ávidas por publicidade.

            Somos aquilo que postamos. Na verdade, nos transformamos em perseguidores de atenção. Mas, que atenção é essa que se tornou tão cara para todos nós? Quem nos garante que, quem nos curte, nos ama? Quem pode nos afirmar se, os milhares de seguidores que vivem dentro de caixinhas de tela brilhante, de fato, existem? Vale a pena ser alvo de um amor tão intenso e, ao mesmo tempo, tão efêmero? Vale a pena ser reduzido a uma imagem incapaz de expressar realidade? Não, não vale.

               É curioso como, em tão pouco tempo, desistimos de ouvir vozes reais para sorrir de áudios sem rosto. Até outro dia, jamais dispensaríamos o calor que emana de mãos dadas, para conquistar “olhares” que não conseguem nos olhar nos olhos. Montamos perfis baseados em luzes editadas e felicidades ensaiadas exaustivamente, com um único e claro objetivo: o seu like. Fico curioso para saber como será a nossa interface entre o real e o virtual. Ainda seremos amados, agora que somos feitos de likes invisíveis?

             Distribuímos curtidas indiscriminadas, esperando ter outras tantas em troca. As mídias sociais reinventaram o escambo, só que, neste caso, a moeda de troca é formada por projeções irreais de felicidade. Delícias modernas oferecidas a todos nós, mas, disponíveis para poucos. O que provoca efeitos colaterais que são imperceptíveis para alguns, mas, devastadores para outros. Agora que os likes sumiram de nossas vistas, talvez esta seja uma boa chance para deixarmos de lado a busca por uma ilusória perfeição virtual, para abraçarmos, definitivamente, a nossa imperfeita, genuína e deliciosa humanidade.

3 comentários em “Troco likes por humanidade”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *